Imprensa

Brasil quer aumentar exportações para a América

O Brasil atravessa um dos melhores momentos no setor de orgânicos: são mais de 15 mil unidades de produção agrícola, aumento no consumo com mais de 600 feiras, empórios especializados e espaços dentro dos supermercados. As oportunidades de exportação ampliaram dos ingredientes commodities, como: açúcar, café ou óleo de palma; para produtos acabados como os sucos de frutas, cookies, bebidas e energéticas, entre outros.

Na Expo West, uma das mais importantes feiras de orgânicos e naturais que acontece de 9 a 11 de março na Califórnia, o Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável – ORGANIS – através do Projeto Organics Brasil – leva oito empresas com mix de mais de 200 produtos. A expectativa é que essas empresas ampliem as exportações para a América e contribuam para as tendências de saúde e bem-estar que a feira se propõe.

“No Brasil, temos um processo de regulamentação desde 2011, por isso o crescimento dos orgânicos está em 30% ao ano, pois a base de produtos comercializados está em expansão. O Brasil tem hoje mais de 15 mil unidades produtivas, constituídas por produtores e empreendedores individuais, cooperativa, unidades de produção associativas e empresas de processamento e industrialização de produtos. As exportações, em 2016, fecharam em US$150 milhões, e continuamos sendo o principal país fornecedor de açúcar, castanhas, frutas e seus derivados”, explica Ming Liu, diretor do Projeto Organics Brasil e do Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável.

Estão no estande do Organics Brasil as empresas:

  • Native – maior produtora de açúcar orgânico do mundo, tem linhas com mais de 150 produtos, de sucos de frutas, cacau, cookies e café. A empresa exporta para mais de 60 países e é uma das primeiras e mais importantes empresas do segmento orgânico e sustentável do Brasil.
  • Jalles Machado – segunda maior produtora de açúcar orgânico do Brasil, a empresa apresenta seus produtos em embalagens de 500g e 1kg como quantidades a granel para empresas e distribuidores.
  • Triunfo do Brasil – um dos maiores produtores de erva mate orgânica do Brasil, a empresa é exportadora como ingrediente e linhas próprias de chás. Com clientes na América, com todas as certificações, inclusive Fair Trade USA e Kosher.
  • Tribal do Brasil – empresa de chás com base na erva mate, com misturas de várias ervas, promovendo blends de alta qualidade.
  • Bela Iaça – é um dos produtores mais importantes de Açaí, juntamente com outras polpas de frutas brasileiras do bioma Amazônia. Exporta para mais de vinte países, a empresa tem certificações USDA Organic, Koseher, Kosher–Parve e HALAL.
  • Bio2 – primeira linha de barras de cereais orgânicas certificadas, a empresa tem 12 linhas de produtos, como: snacks, suplementos e sucos.
  • Labra – empresa de comércio internacional com foco em produtos naturais, orgânicos e ingredientes sustentáveis. Com escritórios no Brasil e Estados Unidos, a Labra é uma facilitadora para negócios de exportação.
  • Açaí Berry – com a marca Bravo – The Original Açaí, a empresa se destaca pelo processo, realizado em menos de 24 horas da colheita na Amazônia até o congelamento para transporte e armazenamento, que garante um fruto com mais qualidade na textura, frescor, sabor e cor, preservando as propriedades naturais e evitando a oxidação da fruta.